Total de visualizações de página

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Poesia devocional

(...) E (em) R (restauração)
Tiago Corrêa
(BTY, Rio de Janeiro, 15/01/2010, 01:18hs)


Enquanto tento Te sorver
O Sofrimento compreender
Percebo exausto não poder
Responder ao meu saber
E nessa busca, ao me perder
Me encontro sem saber
Pois se pudesse responder
Sim, como Deus iria ser
Mas quanto mais não entender
Mas humano hei de ser

Resoluto tento ver
pela fé o amanhecer
a saída do Poder
pr'o meu vale de sofrer
Sei que vais me esclarecer
o que há pra eu entender
do que vim a padecer
Quando o futuro oferecer
tempo do amadurec
er
pra lições eu obter


Tua resposta hei de ter
Quando Teu Nome enaltecer
e à minha carne surpreender
em meio ao todo não saber
Dizendo: - "Quero, o TEU QUERER...
Me rendo todo ao TEU SABER...".
Amei-Te tanto sem Te ver
Preciso amar-Te sem entender
E ao invés de esmorecer
CONFIAR-TE MEU VIVER
.