Total de visualizações de página

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Recordar é viver!

Estou em Cabo Frio (RJ), a terra querida na qual fui criado. Estar aqui é sempre uma experiência especial, reflexiva. Mato a saudade de estar num cômodo e ouvir os passos de meu pai se aproximando, caminhar este cujo som "esqueci-me haver decorado".

É tempo de ter a noção deliciosamente confusa de, embora sabendo que a estada tem fim previsto, parecer que não irei embora e não cessarão as conversas gostosas com meus irmãos.

É tempo de matar a saudade de andar de braços dados com minha irmã. Tempo de ouvir as risadas de meu pai.

Afora o convívio familiar, procuro rever pessoas queridas e que estiveram presentes no decorrer de minha infância e adolescência, esta última, época na qual Deus despertou o chamado que tinha reservado para mim desde momentos imemoriais. Aproveitei para participar de um abençoado culto numa igreja onde poderia, além de adorar ao Criador, rever irmãos queridos.

Aproveito para andar... andar pelas ruas da cidade linda onde cresci. Ruas nas quais falava com meu Deus sozinho.

Posso, de noite, orar à beira de um manso Canal do Itajurú, onde ao fundo repousa robusto o Morro da Guia, colina sobre a qual num inverno dos meus 15 anos, meu Deus, juntamente com Seu filho me abraçaram.


É tempo de sentar-me num dos bancos frente à Praia do Forte, e conversar serenamente com meu Pai Supremo, enquanto vislumbro encantado o horizonte. Nessa conversa, perco-me nos sonhos que tenho para minha vida-ministério.


Passo na frente de templos nos quais, adolescente, anunciei o Cristo que um dia me recolheu do lodo da solidão espiritual.

Toda vez que venho à Cabo Frio, sou naturalmente convidado pelo Espírito de Deus a RECORDAR AS VEREDAS ANTIGAS, A CELEBRAR MINHA VIDA E A HISTÓRIA QUE ELE TEM ESCRITO NO PAPIRO DE MEUS DIAS. Mais do que férias, é um retiro físico espiritual emocional (não quero vírgula, pois sou um ser só) para AVALIAR o que aprendi e o que preciso aprender de Deus. Vivo aqui um momento altamente propício para REFLETIR sobre rumos a seguir.

Enfim, estou num reencontro comigo mesmo.

Todos nós precisamos de um reencontro com nosso self; visitar de algum modo aquele "lugar" onde você se vê e se coloca diante de Deus não como o que é, mas APENAS como quem é.

O modo judaico de nomear as pessoas é muito interessante e inspirador: Fulano Ben (Filho de) Cicrano Ben (filho de) Beltrano. No momento em que o judeu é chamado para os eventos mais solenes de seu culto a D-us, pode RECORDAR suas raízes PESSOAIS. Traz à memória e apresenta perante Deus um eu linkado às próprias bases humanas, capazes de humilhá-lo e despi-lo do que ele assumiu ou supostamente conquistou na caminhada do viver. É tempo de lembrar que tudo o que carrega anexado ao próprio ser é dádiva de Deus.

Ao olhar para o mar, em seus ciclos intermináveis, cujas ondas trazem águas, algas e pertences longínquos, posso refletir sobre a verdade de que Deus é fiel para banhar a orla de meu coração e trazer suas supresas, que fazem o ruído nessa história não ser apenas o ecoado no mar, resultante da constante quebra de ondas, mas renovar-se em forma de exclamação advinda da areia, dizendo: "- Obrigado, Pai.".

Os primeiros capítulos de Devarim (Deuteronômio) estudados nas sinagogas de todo o mundo no último sábado, que coincidiu com minha estada aqui, apresentam um Moisés que teve de ensinar princípios através da recordação, relatando a uma nova geração os fatos que marcaram sua origem.

Caro leitor, lembre-se de quem você é diante de Deus!

O filho pródigo só voltou ao pai, quando recordou-se de quem era. A congregação de Éfeso só poderia arrepender-se e praticar as primeiras obras, se antes LEMBRASSE de onde caiu, ou seja, de quem era.

Recordar é viver! Muitos estão por aí como mortos-vivos, simplesmente porque não se lembram do que realmente é importante.

Pai, lembre-me sempre quem sou ante o que sou, para que o que sou não me faça esquecer pra sempre quem sou.


"Ensina-nos a contar os nossos dias de tal maneira
que alcancemos coração sábio."


(Salmo 90:12 - Uma oração de Moisés, homem de Deus)


Tiago, filho de Charles, filho de Murillo.